A gente sabe

coração partido

A gente sabe quando termina. A gente sempre sabe. Mesmo que ainda existam as fotos na bancada, as declarações nas redes sociais, a gente sabe que não existe mais “nós”.

O abraço não é mais aconchegante, o beijo é apenas estalo, os olhares não se cruzam com carinho e ternura, o tesão pegou as malas e viajou pra Europa.

A gente sabe que a volta não é mais prazerosa, que as ligações são curtas e cobradas, não tem mais as risadas e gargalhadas sobre aquele tropeção na rua, ou aquela vergonha compartilhada.

O sexo quase bate ponto, tem dia marcado, coreografado. Não tem mais a surpresa, a mordida, o cheiro. Não tem mais chamego, pernas entrelaçadas. Talvez um cigarro no fim. Apenas. Nem o banho é junto mais. A porta é trancada, porque lá se tem a paz. A paz das redes sociais, das curtidas, das conversas instantâneas com outros.

A gente sabe quando terminou, mas ainda insiste. Talvez porque não queira recomeçar, seja cômodo ter o de sempre, ter o que já conhece, não ter o trabalho da conquista, da conversa, da jogada de cabelo, dos olhares insinuantes.

Aline Lima.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s