Vida

221

Ela unia todas as coisas. Era meu meio, início e fim. Vida da minha vida. Coração que batia fora do peito.

Tudo que possuía existência, viço, alma, era ela. Minha luz, minha árvore frondosa, amor incondicional. Tudo que havia de mais belo e sereno passava por ela. Era ela.

Ficava a horas a admirar seus movimentos, seus bocejos, seus gracejos. Tudo era lindo, novo, afável, amado, querido.

Você é tudo que eu possuo de mais incrível em mim. Não sei ser outra pessoa depois de você. Um amor visceral, uterino e eterno.

Aline Lima

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s